Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos




Agradeço ao poeta e amigo Gualberto Marques por sua
magnífica interação.

A Dança do Albatroz

Numa rotineira, árdua e longa busca,
O seu piar doce e estridente lança.
Assim o das outras aves ofusca,
Não perdendo alento nem esperança.

Nesse cantar guarda muita saudade,
Do tempo em que se divertia a mergulhar.
Hoje vai caçando presas sem piedade,
pois precisa, seus filhos alimentar.

Tal já não acontece no momento,
Que vivo alguns dos meus sonhos em vão.
Qual albatroz paticando suas aéreas danças.

Onde vai voando com algum desalento,
Num voo acrobático de alucinação
Em que mergulha as suas asas brancas.

Gualberto Marques
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 08/01/2018
Alterado em 11/02/2018

Música: Desafinado - Zimbo trio

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários