Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos



 
Desejo a todos os amigos um Feliz dia dos Pais e 
também a todos os que têm o privilégio de os terem entre si.
Um ótimo domingo repleto de amor, alegrias, luz e paz.
Aproveito para pedir desculpas
pela inconstância de minhas visitas,
mas estou com uma alergia as lâmpadas LED
e Fluorescentes e as incandescentes, difíceis de encontrar, ainda não experimentei.
Assim quase não consigo acesso ao computador à noite.
O olho esquerdo fica picando.
Mas tudo passa e isso também passará.
Um domingo de luz e paz.
Abraços.


Agradeço aos amigos as interações e o carinho de sempre.
Muita luz!


Ao Amigo Jacó Filho, a sua magnífica interação.

O Canto do Poeta


É o canto de amor, que nos eterniza
Quando em luz, toda beleza anuncia
E leva a dor e o frio que nos martiriza
Pra ser convertida em belas poesias.

Nesse segredo que o mar não conta,
Tem poderes que na magia governa,
Se nos apaixonamos de alma pronta
Para fazermos do sentir a obra eterna.

Sem palavras que não seja da poesia
Ficamos mudos até mesmo pro amor.
Ao retratarmos as emoções de cada dia

Se nosso canto precisa mais que teor
Por sermos do céu, suas ferramentas,
Criamos versos que a vida movimenta.

Jacó Filho

Ao querido amigo James Assaf, o meu obrigado.

Sereia dos cantos
Ao ouvido acalanto
Dite a minha poesia,
Sua eterna alegria.

James Assaf

E não poderia faltar o amigo querido Trovador das Alterosas.

Quando o canto é para ti,
Mostro-te minha emoção;
Muitas vezes me perdi,
Imitando um bem-te-vi,
Pra chamar tua atenção.

Trovador das Alterosas

Grata Poeta Olavo por seus belíssimos versos.

O teu canto tem poesia,
Tem compasso e sintonia,
Tem beleza abrindo o dia,
Tem este encanto enquanto sorria.

Poeta Olavo


Grata querido amigo e poeta Walter Arruda

O teu Encanto Poetisa...
Sonya faz do amarelo
Essa luz Incandescente,
Virar ouro em barra puro.

O canto que quer acertar
Teu coração, não, não canta
Como o canto do Uirapuru
Que entremeio à Natureza
Pede à amada lhe encontrar.
Este canto pedes só que sejas!

Walter Arruda

E muito agradecida e honrada com a presença do amigo,
escritor e poeta Felipe Falcão

O teu canto me encanta,
Faz-me voar em pensamento
Às terras longínquas...

Os momentos outrora vividos,
O teu canto silente
Traz-me a paz,
Razão para viver,
Faz-me ver que a vida vai além,
Muito além do que os sonhos
Podem nos levar.

Felipe Falcão


Agradeço ao amigo das águas portuguesas Gualberto Marques,
sua magnífica interação.

Teu Canto me Encanta

Teu belo canto veio de longe
Pleno de saudade, luz e calor
Até um peregrino, qual monge
Reagia a tanta beleza e amor.

Um canto tão belo e mavioso
Será sempre uma jóia de valor
Que o coração mais venturoso
Desejará levar para onde for.

Tem suavidade da seda pura
E alegria com encanto
Que doa à natureza ternura.

Não há saudade ou desencanto
Que possa lesar qualquer criatura
Depois de ouvir tão belo canto.

Gualberto Marques

Agradeço ao amigo Stenius Porto a beleza de sua interação.

O teu canto é lindo, muito me encanta.
Tudo faço para ter o teu canto comigo.
O teu canto tem mel é suave é amigo.
Absorvo o teu canto, quem ouve canta.
O teu canto tem luz, tem a graça santa.
Canto o teu canto, ele ama o meu coração.
Faço do seu canto a minha única oração.
No meu ser trilha o seu canto, a sua voz.
O teu canto deságua, é rio, é mar, é foz.
O teu canto deixa o verbo cheio de ação.

Stenius Porto
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 07/08/2018
Alterado em 12/10/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários