Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
Capa Textos Áudios E-books Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
 
SAUDADE
 
 
Como gostaria de sentir a tua presença!
Como queria poder dar-te as mais belas
rosas, sentir teu cheiro,
fazer brotar risos
que marejassem os olhos.
Ah! Esses olhos matreiros, sedutores.
Sentir o leve toque das tuas mãos
acariciando um futuro.
Um futuro de nós dois.
Um futuro que se perdeu.
Como magia, perdeu-se na fragrância do tempo.
Um tempo passado, ofuscado pelo presente.
Presente de flashes passados que se
fundem no nuvioso carmim do ocaso.
O ocaso do acaso.
Da casualidade do encontro.
Do beijo roubado no baile da vida.
Da poesia vertida numa mesa de bar.
O ocaso do acaso que umectou sete lágrimas
transmutando-as em triste, ininteligível verbo:
S A U D A D E!

www.sonyaazevedo.net
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 19/07/2010
Alterado em 01/07/2020
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários