Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
Capa Textos Áudios E-books Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
A Canção da Primavera
(Sonya Azevedo)
Série "Canção"
 
 
 
Que  mavioso chilrear acorda-me dos sonhos?
Que aroma de mato florido vem me inebriar?
Que volteio luzente trazem-me os pincéis risonhos
Da aurora que teima de laranja o céu colorar?
 
Que divina canção trina o coral de sabiás...
Quanta alegria no gorjeio alado do rouxinol...
O doce ardor ao sol que retém o girassol,
E, em ato de admiração, volta-se à paz.
 
Que suave aroma, aroma molhado de orvalho,
Em cujas gotas de alecrim, flores se banharam,
E, em gratidão, ao Universo se entregaram.
 
Lírico o cantar da estação das flores,
Que no seio querente, desperta amores,
E, aos anjos, em júbilo, fazem-se clamores.
 
 
 
Em 10/03/2012

 
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 11/03/2012
Alterado em 09/04/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários