Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
Capa Textos Áudios E-books Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
 
A canção do mar 
 
 
Que bela dança cria-se ao ritmo de sonata,
Onde convivem em harmonia a diversidade,
Caça e caçadores, interpretam a última dançata,
Num exultante pax de deux de sincronicidade.
 
Em ritmo e movimento diferenciado,
Buscam a luz emergindo da profundeza.
É onde o sol ludibria e se faz marulhado,
Dourando o infinito em mágica beleza.
 
E, no colorido de uma perene primavera,
Onde brisa se faz a ação do encantar
Roncam os peixes a doce canção do mar,
 
Que se sentindo eternamente enamorado,
Ao luar orquestra o seu noturno inacabado,
E, ao sol, compõe a tocata em mi bemol.
 
Eu canto a canção do mar que inspira o amar...
 

Em 15/03/2012
 
 
 
 
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 30/03/2012
Alterado em 07/10/2020
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários