Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
Capa Textos Áudios E-books Perfil Livro de Visitas Contato
Textos


Meus Blogs

Jacintos da Alma
Nascentes de Luz

Agradecendo sempre aos poetas e amigos, o carinho versado
em suas sempre belas interações.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Escreverati De Luca

O teu saber é um jardim.
O teu coração o alimento.
De ti brotam flores,
Muitas, Muitas.
Multicolores.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Aldrin M. Felix

Na antessala da minha mente cansada,
Os versos meus se ressentem da métrica
Pois eis que esta não tem nada
A comunicar à minha alma

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Solano Brum

"A OFERTA DA MUSA"

O Verso e a Trova, o Soneto e a Poesia
São suspiros que brotam da emoção!
Enquanto uma sutilmente se "anuncia",
As outras fazem sala, a espera de atenção!

Só o Poeta tem a força de expressão...
Em cada frase, seu texto irradia
A magnifica beleza da oração
Sobrepujando a própria fantasia!

A Trova é minúscula, mas, poderosa...
A Poesia, por ser livre, é declamada;
O Soneto sendo clássico exige a metrificação
Enquanto que, o Verso, tem o perfume da rosa!
............................
Mas, todos nascem d'uma alma apaixonada,
Que a Musa oferece como inspiração!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Esther Ribeiro Gomes

'Ah, versos salpicados de pingos d´ouro,
bordados em relevo à espera do poeta,
dedilhados com esmero, qual imenso tesouro,
feito passarinhos gorjeando em festa!

Os versos se espalham num sopro de vento,
encantando quem na ruazinha passa,
vão se derramando nos jardins ao relento
e as janelas se abrem pra ver tanta graça!

São versos divinos que voejam ao léu
e o poeta inspirado lhes retira o véu
pra adornarem uma bela poesia!

O poeta embevecido com sua inspiração
compõe versos com talento e emoção...
A poesia encanta, é pura magia!'

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Humberto Cláudio

MEUS VERSOS:

Os versos pobrezinhos que escrevo 
Que fazem, à minh'alma tanto bem
Talvez não valham, quem sabe, um vintém 
Mas sua marca em minha vida levo. 

A eles, meus amigos, muito devo.
Posto que humildes, me levam além, 
Mesmo que vamos só onde convém, 
Em sua companhia eu me atrevo.

Atrevo-me a falar do meu amor 
E essas palavras não voltam vazias, 
Antes me fazem um grande favor. 

Atrevo-me a falar do meu Jesus, 
E assim eles preenchem os meus dias 
De amor, de alegria e muita luz!
 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

CasMil

Assim se escreveu o soneto!
Uma bela composição
Meus aplausos prometo
Eis a minha avaliação!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Jacó Filho

VERSOS ENCANTADOS///
                                                 
Brotam no inconsciente a todo instante...
Dissertam Deus, as vidas e banalidades...
Falam da paz, de povos, de eternidades...
Navegam o céu como tolos e almirantes...
 
Revelam o amor tal se passa nas almas...
Mapeando os destinos em nossa mente...
Passado ou futuro com luz no presente,
Rimando as nossas vidas sem ressalvas...
 
Escritos dia a dia, nascidos de repente...
Negam sabedoria ou responsabilidades...
São anjos pessoais, trazendo felicidade...
 
O poeta inspirado ver o transcendente,
Escreve-os independente das vontades,
E registra a vida, próximo da verdade...

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Gualberto Marques

“ VIDAS” FEITAS EM VERSOS ”

As boas Poesias sempre me encantam. 
Belas almas são lembradas em versos. 
Amores que por vezes não avançam,
Acabando plo tempo sendo dispersos. 

Véu do tempo sobre nós assim caiu 
E nas almas que tiveram de partir…
Uma chegou enquanto outra partiu.
Talvez noutra existência vão florir…

Feliz quem encontra a alma ideal, 
Para “Viver” um Amor eterno, 
Com Esperança incondicional. 

“Amigos” Poetas, não há só “Infernos” 
Na Vida o Amor é fundamental 
Com sua “Querida”, não há Inverno…

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 16/08/2021
Alterado em 15/10/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários