Sonya Azevedo
Essência em versos e prosas
Capa Textos Áudios E-books Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Amigos, peço-lhes desculpas pelo atraso nas visitas,
mas desde final de 2020 que meu pc vinha travando.
Achei que era o windows 7 que já tinha sido desativado e
não recebia mais atualização. Mudei para o windows 8.1
e funcionou por um tempo e de novo começou a travar.
Agora está impraticável e vou ter que trocar o HD por estar danificado.
Nessa troca, nova formatação.
E a instalação de programas rende um bom tempo.
Vou tentar acoplar os dois HD e ir formatando aos poucos,
assim não fico tão longe de vocês.
Espero que dê certo.
Muita luz e paz.
Uma ótima semana.

Meus Blogs
Jacintos da Alma
Nascentes de Luz

Agradeço aos amigos pelo carinho
em forma de bela interação

 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Poeta Olavo

"A sua presença mesmo distante
Não está deixando-me dormir
Sinto seu cheiro a todo instante
Numa saudade que nunca senti."

 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Angela Chaves

Gostaria de presenteá-lo com outro verso,
ainda que diverso na forma  de poetar....
A minha insônia também me presenteia assim...
e ai eu adormeço. 
E, em mim, esqueço o que poderia ter um outro fim.

 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Humberto Cláudio

Teus olhos tem a magia 
Das noites de lua cheia
Quando a maré vem, bravia
Lamber vestígios n'areia
Do amor de tantos amantes...
Teus olhos tem a magia 
E a sedução dos diamantes!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Jacó Filho

NOITE INSPIRADORA///
 
Vale-se do poder, que a mente reserva,
Pra noite ser fonte de visões sedutoras.
Veste-se com a lua para ser promissora,
Já sendo madrugada, inspirar quimeras...
 
Usa seus tentáculos para ter envolvidos,
Os grandes poetas que ao belo se doam,
Vendo o Sol nascer enquanto sinos soam
Como se a poesia domasse seus ouvidos...
 
Antes que se veja no dia tomando conta,
Influi nos sentires como faz um presépio,
Envolvendo o amor, nas curas dos tédios...
 
Mas finda a noite, acabam-se as pompas,
Porque vem o dia para ser um intermédio
Das inspirações que parecem um assédio...


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Solano Brum

O SILÊNCIO

Onde está o tal silêncio? - Quero crer,
Esteja no lago onde Narciso se admirou...
Ou na copa da flor que o pássaro foi beber
O mais doce néctar e nele se embriagou!

Talvez, esteja no raiar d'um amanhecer;
Ou em ninho seco que a ave abandonou...
Nos olhos d'uma criança ao adormecer;
Na pausa ao canto que a cigarra entoou!

No singelo nome no costado d'um navio;
Na dor sentida que fica depois do adeus;
Perfume doce que exala em pleno estio...

Quem o sabe? Nunca nos açoites do ciclone!
O mais certo é encontrá-lo nos olhos meus,
Macerados de solidão da noite insone!


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Sonya Azevedo
Enviado por Sonya Azevedo em 06/09/2021
Alterado em 13/09/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários